Quinta-feira
15 de Novembro de 2018 - 
Toda questão possui dois lados, eu ficarei do seu!
“Cometer injustiça é pior do que sofrê-la” (Platão)
“Interpretar a lei é revelar o pensamento, que anima as suas palavras” (Clóvis B ...
“As leis são sempre úteis aos que possuem e nocivas aos que nada têm” (Jean-Jac ...
“O fim do Direito não é abolir nem restringir, mas preservar e ampliar a liberda ...
"As leis abundam nos Estados mais corruptos" (Tácito)
“A mais bela função da humanidade é a de administrar a justiça” (Voltaire)
"Avocatus non ladrum" (Santo Ivo)
“A injustiça em qualquer lugar é uma ameaça à justiça por toda parte” (Martin Lu ...

Controle de Processos

Utilize seu login e senha.

Informativos E-mail

Cadastre seu e-mail aqui.

Previsão do tempo

Hoje - Rio de Janeiro, RJ

Máx
36ºC
Min
21ºC
Pancadas de Chuva a

Sexta-feira - Rio de Janeiro, RJ

Máx
28ºC
Min
20ºC
Chuva

Sábado - Rio de Janeiro, RJ

Máx
31ºC
Min
21ºC
Poss. de Panc. de Ch

Cotação Monetária

Moeda Compra Venda
DOLAR 3,79 3,79
EURO 4,30 4,30

Cotação da Bolsa de Valores

Bovespa 0,92% . . . .
Dow Jone ... % . . . .

Últimas notícias

OAB Vai à Escola interage com a comunidade escolar da Escola Técnica Ernesto Dornelles

A qualificação das relações interpessoais entre jovens na escola e a contribuição da família neste processo foi o tema debatido em mais um OAB vai à Escola. A Comissão Especial da Criança e do Adolescente da OAB/RS (CECA), a Comissão da Mulher Advogada da OAB/RS (CMA), a Comissão de Direitos Humanos Sobral Pinto da OAB/RS (CDH) e a ONG Parceiros Voluntários estiveram na Escola Técnica Ernesto Dornelles no último sábado (07). Durante o encontro, a integrante da CECA, Andrea Rosa, apresentou o projeto para a comunidade escolar e explicou o seu objetivo e meios de execução através das ações de cidadania, e também falou sobre o vote consciente. Andrea aproveitou a oportunidade para ressaltar a importância da família, da sociedade e do Estado em assegurar os direitos das crianças e dos adolescentes: “Temos que buscar o diálogo, a informação e pulgar a cultura da não violência. Todas as crianças e todos os adolescentes têm direitos e deveres e precisam ser respeitados”, disse. A integrante da CMA, Viviane Winter Nicola, falou sobre os tipos de família, o feminismo, a gravidez na adolescência e a escolha da profissão: “É necessário que haja um conhecimento dos pais sobre os temas para conversarem com os seus filhos e suas filhas. O diálogo é fundamental para que se encontre a melhor solução”, falou. A também integrante da CMA, Ellen Martins, conversou, juntamente com as demais, com os professores, pais e alguns alunos do ensino médio sobre os temas abordados e respondeu perguntas dos participantes. A integrante da CDH, Ana Carolina Stein, apontou as noções de direitos humanos e sua relação com a civilidade e respeito mútuos: “Destaco a importância da necessidade da humanidade nas relações interpessoais para que possamos construir e evoluir, cada vez mais, como sociedade”, comentou. A equipe da coordenação escolar, dentre elas a professora, Soraia Tolentino, identificou a afinidade de discursos entre a escola e a OAB, uma vez que ambas estão afinadas com os temas: cooperação, humanização de relações, diálogo e participação para o bem dos adolescentes. O encontro seguiu com um debate entre pais, professores e adolescentes do ensino médio.
11/07/2018 (00:00)
Visitas no site:  153091
© 2018 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia
Pressione as teclas CTRL + D para adicionar aos favoritos.