Quarta-feira
19 de Setembro de 2018 - 
Toda questão possui dois lados, eu ficarei do seu!
“Cometer injustiça é pior do que sofrê-la” (Platão)
“Interpretar a lei é revelar o pensamento, que anima as suas palavras” (Clóvis B ...
“As leis são sempre úteis aos que possuem e nocivas aos que nada têm” (Jean-Jac ...
“O fim do Direito não é abolir nem restringir, mas preservar e ampliar a liberda ...
"As leis abundam nos Estados mais corruptos" (Tácito)
“A mais bela função da humanidade é a de administrar a justiça” (Voltaire)
"Avocatus non ladrum" (Santo Ivo)
“A injustiça em qualquer lugar é uma ameaça à justiça por toda parte” (Martin Lu ...

Controle de Processos

Utilize seu login e senha.

Informativos E-mail

Cadastre seu e-mail aqui.

Previsão do tempo

Hoje - Rio de Janeiro, RJ

Máx
29ºC
Min
18ºC
Poss. de Panc. de Ch

Quinta-feira - Rio de Janeiro, RJ

Máx
28ºC
Min
19ºC
Pancadas de Chuva a

Sexta-feira - Rio de Janeiro, RJ

Máx
24ºC
Min
18ºC
Chuvas Isoladas

Cotação Monetária

Moeda Compra Venda
DOLAR 4,14 4,14
EURO 4,84 4,84

Cotação da Bolsa de Valores

Bovespa 0,92% . . . .
Dow Jone ... % . . . .

Últimas notícias

OAB Vai à Escola interage com a comunidade escolar da Escola Técnica Ernesto Dornelles

A qualificação das relações interpessoais entre jovens na escola e a contribuição da família neste processo foi o tema debatido em mais um OAB vai à Escola. A Comissão Especial da Criança e do Adolescente da OAB/RS (CECA), a Comissão da Mulher Advogada da OAB/RS (CMA), a Comissão de Direitos Humanos Sobral Pinto da OAB/RS (CDH) e a ONG Parceiros Voluntários estiveram na Escola Técnica Ernesto Dornelles no último sábado (07). Durante o encontro, a integrante da CECA, Andrea Rosa, apresentou o projeto para a comunidade escolar e explicou o seu objetivo e meios de execução através das ações de cidadania, e também falou sobre o vote consciente. Andrea aproveitou a oportunidade para ressaltar a importância da família, da sociedade e do Estado em assegurar os direitos das crianças e dos adolescentes: “Temos que buscar o diálogo, a informação e pulgar a cultura da não violência. Todas as crianças e todos os adolescentes têm direitos e deveres e precisam ser respeitados”, disse. A integrante da CMA, Viviane Winter Nicola, falou sobre os tipos de família, o feminismo, a gravidez na adolescência e a escolha da profissão: “É necessário que haja um conhecimento dos pais sobre os temas para conversarem com os seus filhos e suas filhas. O diálogo é fundamental para que se encontre a melhor solução”, falou. A também integrante da CMA, Ellen Martins, conversou, juntamente com as demais, com os professores, pais e alguns alunos do ensino médio sobre os temas abordados e respondeu perguntas dos participantes. A integrante da CDH, Ana Carolina Stein, apontou as noções de direitos humanos e sua relação com a civilidade e respeito mútuos: “Destaco a importância da necessidade da humanidade nas relações interpessoais para que possamos construir e evoluir, cada vez mais, como sociedade”, comentou. A equipe da coordenação escolar, dentre elas a professora, Soraia Tolentino, identificou a afinidade de discursos entre a escola e a OAB, uma vez que ambas estão afinadas com os temas: cooperação, humanização de relações, diálogo e participação para o bem dos adolescentes. O encontro seguiu com um debate entre pais, professores e adolescentes do ensino médio.
11/07/2018 (00:00)
Visitas no site:  148431
© 2018 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia
Pressione as teclas CTRL + D para adicionar aos favoritos.